Home  |  Inscrição Sócios  |  Apadrinhamentos  |  Inscrição Newsletter  |  Loja
Curso Intensivo em Terapia e Actividades Assistidas por Asininos

O conceito pode ainda não ser muito vulgar, mas, aos poucos, a Asinoterapia começa a dar os primeiros passos em Portugal. Trata-se de uma terapia complementar, com resultados muito semelhantes aos da Hipoterapia, mas que em vez do cavalo como elemento terapêutico utiliza o Burro.


Na Asinoterapia, o Burro de Miranda é utilizado como co-terapeuta, graças ao seu temperamento dócil e ao facto de ser um animal paciente, atento, dotado de uma excelente memória, fisicamente robusto e estável ao nível físico e emocional. Esta terapia recorre a um conjunto de técnicas de educação e de reeducação do indivíduo, com o objectivo de fazer com que este ultrapasse, na medida do possível, danos sensoriais, motores, cognitivos, afectivos e/ou comportamentais.

A introdução do burro nos processos terapêuticos (Asinoterapia/Asinomediação) desenvolveu-se na década de 70 em países como a Suiça, Inglaterra, França, Itália, Estados Unidos, entre outros, tendo-se revelado um complemento terapêutico eficaz no tratamento de várias patologias, tais como o autismo, o défice de atenção, a distrofia muscular, a hiperactividade e a Síndrome de Down, mas também desordens emocionais, problemas de adaptação social e reabilitação de estados de ansiedade.

A Asinoterapia engloba a técnica de Equitação Terapêutica e a técnica de Portage. A primeira baseia-se na implementação de uma série de actividades terapêuticas que usam o burro numa abordagem interdisciplinar. A intenção é melhorar as funções neurológicas e sensoriais do utente, pelo que as técnicas de equitação não são contempladas como um objectivo.

Por outro lado, a técnica de Portage permite criar condições para que o utente se deixe levar pelas suas sensações e emoções. Nesta abordagem, o utente é colocado por dois monitores no dorso do animal, experimentando diferentes posições. O corpo do utente, em contacto com o corpo do animal, é depois massajado e embalado através do calor que o animal emana e das suas movimentações corporais, criando momentos singularmente íntimos, que permitem ao utente atingir um elevado grau de descontracção, o que lhe permite uma mais fácil compreensão de si mesmo.

Principais benefícios da Asinoterapia:

Confiança – permite o desenvolvimento de sentimentos de confiança e, consequentemente, o aumento da auto-estima relativamente às próprias habilidades de interacção e relacionamento afectivo com o animal.

Força – permite o fortalecimento do tónus muscular, bem como uma maior sensibilidade, relaxamento e flexibilidade muscular.
Equilíbrio – contribui para corrigir a postura do corpo, permitindo o aumento do equilíbrio. Conduz igualmente a uma tomada de consciência sobre o posicionamento do corpo no espaço.

Coordenação, Atenção e Memória - durante uma sessão de Asinoterapia o utente tem necessidade de aplicar o que já aprendeu e de se concentrar em múltiplos aspectos. Por estas e outras razões, esta prática permite o aumento do domínio sobre o próprio corpo.

Mobilidade – com a prática e o devido acompanhamento, o paciente passa a disfrutar de movimentos mais rápidos, livres e independentes e simultaneamente assiste-se a uma redução dos padrões anormais de movimento.

Prazer – durante as sessões surgem com frequência momentos de grande ternura e diversão. Os benefícios desta prática traduzem-se numa diminuição da tensão arterial e da frequência cardíaca, relaxamento muscular e sentimento de realização, ou seja, num sentimento de grande prazer.