Home  |  Inscrição Sócios  |  Apadrinhamentos  |  Inscrição Newsletter  |  Loja
Formação Especializada em Actividades Assistidas por Asininos

A AEPGA (Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino) e o Parque Biológico de Gaia, vão realizar nos dias 13 e 14 de Outubro uma Formação Especializada em Actividades Assistidas por Asininos.

As Actividades Assistidas por Asininos ou técnica de Asinomediação, tal como a técnica de Asinoterapia, utiliza o burro como animal co-terapeuta.  Ambas as técnicas diferem entre si pelo facto de a técnica de Asinomediação não possuir como requisito a presença de um terapeuta, psicólogo, etc., para estabelecer um quadro de acompanhamento terapêutico. 

Esta técnica que pode ser aplicada por educadores, animadores, trabalhadores do ramo social, entre outros., ou seja, por todos os técnicos ligados de alguma forma ao burro (mediade ao ensino pedagógico de crianças e adultos com necessidades especiais. 

O processo de Asinomediação assenta numa relação triangular que se estabelece gradualmente:
a) numa primeira fase esta relação estabelece-se entre o mediador e o burro;
b) numa segunda fase, o triângulo completa-se com a inclusão do utente. 

O utente beneficia da relação pré-existente entre o mediador e o burro, no sentido em que esta lhe permite descobrir e viver momentos gratificantes de relaxamento, auto-conhecimento e de interacção com o animal e o meio envolvente. 

As Actividades Assistidas por Asininos ou Asinomediação têm um carácter lúdico-pedagógico, pretendem a melhoria da qualidade de vida e aumento do bem-estar dos indivíduos, tendo por base os benefícios da relação Homem-animal. Estas actividades, podem ser desenvolvidas com grupos de utentes em contexto institucional ou sob a forma de visitas. Nas visitas, não se desenvolvem actividades específicas, apenas a visita do animal e do seu guia humano (mediador), já que o objectivo é proporcionar companhia, afecto, motivação para enfrentar as dificuldades diárias, bem como um enriquecimento do quotidiano de quem está internado ou a viver numa instituição.

É de ressalvar, que para o exposto anteriormente, o trabalho desenvolvido deve ser sempre multidisciplinar. A intervenção do veterinário é essencial para a prevenção de zoonoses (doenças transmitidas entre o animal e o homem), garantindo o bem-estar e saúde do animal, dos utentes e dos técnicos enquanto que o trabalho do mediador (técnico(s) ligados de alguma forma ao burro) é, também, de extrema importância, na preparação do animal para as intervenções.

Participe e descubra os inúmeros benefícios que nos oferecem estes dóceis animais.