AEPGA

 

Não seja casmurro, apadrinhe um burro!

A Campanha de Apadrinhamento do Burro de Miranda foi iniciada em 2005 com o propósito de angariar fundos que nos permitam continuar a desenvolver o nosso trabalho, em todas as suas vertentes. Assim, ao apadrinhar um dos nossos burros, está a contribuir para a manutenção do Centro de Valorização do Burro de Miranda, para a disponibilização de apoio veterinário e logístico a todos os criadores do territótio nacional, bem como para a dinamização de atividades de sensibilização, promoção e investigação. Em suma, apadrinhar um Burro de Miranda é participar activamente na sua preservação e na garantia do seu bem-estar.

Em 2021, demos um novo fôlego à nossa Campanha intitulando-a de "11 Burros, 11 Destinos". Para além de incentivarmos as madrinhas e padrinhos a visitarem o seu afilhado no Centro de Valorização do Burro de Miranda, situado na aldeia de Atenor, no concelho de Miranda do Douro, pretendemos dar a conhecer o Planalto Mirandês - região do Nordeste Transmontano, de onde é originário o Burro de Miranda - ao promover 11 destinos no território por meio dos 11 Burros da Campanha.

Visite www.11burros11destinos.pt e comece já a planear as suas férias ou escapadinhas de fim‑de‑semana. Venha até ao interior do país, surpreenda-se com as paisagens, delicie-se com a comida e mergulhe nesta cultura autêntica, sabendo que, dessa forma, estará também a contribuir para a recuperação do turismo local, fortemente afectado pelo surgimento da Covid-19.
 

Para apadrinhar o processo é muito simples, basta escolher o Burro de Miranda que quer apadrinhar e preencher o Formulário de Apadrinhamento.  

Caso tenha alguma dúvida, por favor consulte as Perguntas Frequentes ou contacte-nos através do e-mail aepga@aepga.pt.
 


Apadrinhamento Individual

O apadrinhamento individual de um Burro de Miranda tem um custo mínimo de 30 euros por ano. Se pretender conceder um apoio institucional ou empresarial, o valor mínimo é de 200 euros, que pode ser deduzido no IRS ao abrigo da lei do mecenato ambiental.

Como padrinho ou madrinha terá a possibilidade de vir visitar o seu afilhado ou a sua afilhada ao Centro de Valorização do Burro de Miranda (CVBM) sempre que desejar, desde que informe atempadamente a associação para que o possamos acompanhar. Receberá ainda um certificado de apadrinhamento, juntamente com uma fotografia do burro apadrinhado, e poderá também solicitar mais informações e fotografias sempre que pretender para aepga@aepga.pt. O seu contacto será inserido na lista de divulgação da AEPGA para que possa receber informações sobre as atividades organizadas por nós, beneficiando de significativos descontos.

Torne-se um membro ativo na preservação do Burro de Miranda, considerado património genético, ecológico e cultural único no nosso país.


Apadrinhamento por escolas e grupos de escuteiros

Pretende-se que o apadrinhamento tenha uma vertente pedagógica, funcionando como estímulo para um maior conhecimento do Burro de Miranda. Como vive, o que come, onde, como e quantas horas dorme por dia, se atende pelo nome ou se tem sentimentos, o que nos pode proporcionar, são algumas das perguntas que queremos que as escolas e os grupos de escuteiros descubram, de forma didática e divertida.

Ao apadrinhar um Burro de Miranda, cada turma/grupo de escuteiros receberá um certificado de apadrinhamento juntamente com uma fotografia do burro apadrinhado. Para além disso, a turma/grupo de escuteiros poderá marcar uma visita para conhecer o seu afilhado ou afilhada e perceber o funcionamento do Centro de Valorização do Burro de Miranda, onde os burros estão ao nosso cuidado. Pode também agendar uma atividade na escola/sede de escuteiros, onde os alunos/escuteiros poderão conhecer os hábitos do seu dia a dia, o seu comportamento e características, assim como aprender mais sobre esta raça autóctone que importa preservar.

O apadrinhamento escolar ou de grupo de escuteiros consiste numa contribuição de 1,50€/aluno/escuteiro (mínimo de 25€/turma/grupo de escuteiros) mais despesa de deslocação (caso a AEPGA se desloque à escola ou à sede de escuteiros), com a qual estarão a contribuir de forma decisiva para a preservação do Burro de Miranda.