AEPGA

Magusto Musical

 

1. INFORMAÇÃO E RECEPÇÃO DOS PARTICIPANTES

No dia 9 de Novembro, pelas 09h30, aguardaremos por si no café “São Sebastião”, na aldeia de Vilar Seco. Este será o ponto de encontro e acolhimento dos participantes. Se não puder comparecer a essa hora, agradecemos que nos contacte previamente, para o email aepga@aepga.pt ou para o contacto telefónico 925 790 396(1).

Na banquinha da AEPGA poderá obter as senhas para as suas refeições, bem como pedir emprestada a sua caneca (2€ de caução), para beber todas as bebidas que lhe apetecer durante a actividade. No final, poderá devolver a caneca e reaver a caução – ou ficar com ela para o resto do ano (podendo usá-la noutras actividades em que participar). A caneca, embora tenha a mesma capacidade, pode ser de diversas formas e materiais. A ideia principal é eliminar o uso de copos descartáveis. Assim sendo, e como não pretendemos incentivar o consumo nem lucrar com isso, achamos muito bem que traga a sua própria caneca!

2. INSCRIÇÃO

Sócio(a) /padrinho/madrinha do Burro de Miranda: 45€

Não sócio(a): 60€ (possibilidade de se associar no acto da inscrição, usufruindo do desconto de sócio*)

Crianças com idades compreendidas entre os 5 e os 12 anos: 30€ (os descontos não são cumulativos entre si)

Crianças com idades inferiores a 4 anos: gratuito

*A inscrição como sócio da AEPGA poderá ser feita em simultâneo com o pagamento da inscrição na actividade (5€ até aos 12 anos, 10€ dos 13 aos 25 anos, 20€ dos 26 anos em diante e 40€ pela quota familiar - casal e filhos até aos 18 anos), beneficiando deste modo do desconto de sócio (para mais informações consulte aqui). Não é necessário o pagamento de uma jóia de inscrição; os valores indicados correspondem à quota anual.
 
pagamento da inscrição poderá ser feito através de (1) cheque traçado à ordem da AEPGA (enviar para: AEPGA, Largo da Igreja n.º 48, 5225-011 Atenor) ou (2) através de transferência bancária, para o IBAN: PT50 0045 2262 4019 5805 1181 3 da Caixa de Crédito Agricola - Balcão de Sendim.

Seguidamente, deverá remeter o comprovativo de pagamento para a AEPGA. Poderá fazê-lo de duas formas: (1) por envio de carta dirigida à AEPGA, Largo da Igreja n.º 48, 5225-011 Atenor (obrigatório no caso de pagamento por cheque) ou (2) para o seguinte e-mail aepga@aepga.pt.

Relembramos que a sua inscrição só será validada após o pagamento. Aos participantes inscritos que não compareçam no dia sem aviso prévio (sem justificação), não será devolvido o dinheiro. Contamos com a sua compreensão.

Para esclarecimento de dúvidas relativamente à sua inscrição poderá contactar para o seguinte número telefónico (00351) 92 5790391 ou email: claudiacosta.aepga@gmail.com

3. A INSCRIÇÃO INCLUI:

- Participação em todas as actividades que constam no programa;
- Almoço e jantar de sábado na aldeia de Vilar Seco;
- Almoço de domingo na aldeia de Paradela;
- Seguro de acidentes pessoais.

A sua inscrição só será validada após o pagamento. Caso efectue o pagamento por transferência bancária, agradecemos o envio do comprovativo para o e-mail: aepga@aepga.pt. Aos inscritos que não compareçam no dia sem aviso prévio (sem justificação), não será devolvido o valor pago. Agradecemos a sua compreensão.

4. REFEIÇÕES

Haverá uma ementa omnívora e uma ementa vegetariana. No acto da inscrição, os participantes deverão optar por uma das ementas para todas as refeições, uma vez que não será possível conciliar as duas. Todas as refeições são acompanhadas de pão, fruta e um copo de vinho ou água. 

Agradecemos a sua compreensão uma vez que, com antecedência, temos de fazer a estimativa do número de refeições a servir, de modo a evitar o desperdício alimentar.

Ementa omnívora

Sábado, dia 9 de Novembro
Aldeia de Vilar Seco, concelho de Vimioso


Almoço: Alheira mirandesa com batata e legumes cozidos  
Jantar: Jardineira de carne mirandesa
 
Domingo, dia 10 de Novembro
Aldeia de Paradela, concelho de Miranda do Douro


Almoço: Sardinha assada + grelhada mista de porco no pão

Ementa vegetariana

Sábado, dia 9 de Novembro
Aldeia de Vilar Seco, concelho de Vimioso

Almoço: Arroz de cogumelos frescos
Jantar: Jardineira vegetariana

Domingo, dia 10 de Novembro
Aldeia de Paradela, concelho de Miranda do Douro

Almoço: Tarte vegetariana
 
 
5. CAMINHADA COM BURROS

A biodiversidade e a riqueza paisagística do Planalto Mirandês constituem um valioso património natural, que convive em perfeita harmonia com o importante património cultural - testemunho da ocupação humana do território desde tempos imemoriais e reflexo da adaptação das suas gentes às particulares condições orográficas e edafoclimáticas.

A caminhada com Burros foi definida tendo em conta esses valores naturais e culturais, passando por antigos caminhos rurais, que nos conduzirão às aldeias de Vilar Seco e Paradela.

Sendo de dificuldade fácil/moderada, a caminhada com Burros será acompanhada por técnicos da AEPGA que - antes da actividade - darão um breve esclarecimento sobre as necessidades e os cuidados a ter com estes animais durante o percurso.

Os Burros que integram a caminhada deverão ser partilhados pelas crianças que participam no Magusto Musical “L Brano de San Martino”, fazendo-se trocas durante o percurso, alternando entre a caminhada e a montada.

Os Burros são, acima de tudo, os nossos companheiros de viagem, por isso deve ser respeitada a sua capacidade de carga e o esforço despendido em cada passeio. Em zonas de maior dificuldade, como descidas ou subidas íngremes, a progressão faz-se a pé, com o burro à rédea.

No evento, existirá um veículo de apoio que acompanhará a caminhada, equipado com os primeiros socorros. Este veículo transportará os condutores até aos seus automóveis no final da caminhada, no dia 10 de Novembro, levando-os da capela de “San Martinico” à aldeia de Paradela.

Cuidados a ter com os Burros ao longo da caminhada:

- Mantenha o Burro sempre ao seu lado, sem que a cabeça do animal ultrapasse o seu corpo. Quando isto acontece, o animal começa a ganhar confiança e rapidamente dará consigo a ser puxado pelo Burro.
- Tenha sempre cuidado quando passar pela traseira dos animais. Normalmente não dão patadas às pessoas mas, num ambiente estranho ou na presença de outros burros, poderão dar coices entre eles. Esteja particularmente atento às crianças e avise-as deste facto.
- Evite dar de comer ao Burro, ou passará a sofrer uma perseguição constante aos seus bolsos e mãos.
- Nunca enrole a rédea à volta da sua mão ou braço. Poderá ser arrastado e magoar-se facilmente, caso o Burro se assuste e tente escapar.
- Evite movimentos bruscos e ruídos fortes que possam assustar o Burro. Aproxime-se lateralmente do animal, de maneira a que este o veja em todo o percurso.
- Tenha paciência com o seu companheiro de viagem. Por vezes o Burro pode deparar-se com situações ou objectos estranhos (tampas de saneamento, sombras, poças de água) e recusar-se a caminhar. Nestas ocasiões, deverá detectar o que se passa e tentar ultrapassar o problema, rodeando o obstáculo, desviando-se ou convencendo o animal a ganhar coragem. Em último caso, peça ajuda a alguém da organização.
- Se, nalgum ponto do percurso, a passagem do animal for dificultada, deverá deixar a rédea mais comprida, deixando-o escolher o melhor caminho por onde passar.
- Se notar alguma alteração, seja algum problema no andamento ou no comportamento do Burro que vai consigo, por favor avise alguém da organização.
- Nunca deixe o animal sozinho. Ele poderá fugir ou causar prejuízos nas culturas de alguém.
- Durante as paragens, se precisar de deixar o burrico avise alguém da organização. Os animais deverão ser presos de forma especial, para evitar estrangulamentos ou embaraços.
- O material que lhe é entregue juntamente com o burro (alforja, albarda, cabeçada, manta) é da sua responsabilidade. Vá com atenção durante o percurso para não perder nenhum desses objectos.

6. INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

As dormidas ficam à responsabilidade de cada participante, as reservas devem ser tratadas directamente com o alojamento escolhido;

Aconselhamos os participantes a trazerem roupa e calçado quente, que seja confortável para caminhar, bem como um impermeável, caso haja previsões de chuva. Se estiver sol, deve trazer chapéu e protector solar;

Os participantes devem ainda trazer água e um pequeno lanche para o meio da manhã e da tarde (sobretudo se vierem acompanhados de crianças);

Para qualquer esclarecimento ou mais informação, por favor, contacte-nos para os números 925 790 396(1);

A capela de “San Martinico” fica situada no termo de Paradela, quase nos limites com Aldeia Nova. Está implantada num pequeno prado baldio, que é também uma encruzilhada de caminhos, ainda no Planalto, mas já quase no início das Arribas do Douro. É uma capelinha tão pequena que mal lá cabem duas ou três pessoas em simultâneo, e talvez venha daí o nome que lhe dão, colocando o nome do santo no diminutivo, que é coisa pouco habitual. Dizem que esta capela será dos princípios do século XX – tem marcada a data de 1918 – e que terá sido mandada construir por uma família que tinha devoção a São Martinho; na fachada surgem as letras M. F. P. J. // J. P.


******************************
 
Cartaz – Gonçalo Mota