AEPGA

 

De Lagos a Miranda, vai um postal de distância

A AEPGA recebeu na caixa de correio uma surpresa especial: postais enviados desde o Algarve para aquecer vários corações do Nordeste Transmontano. Trata-se do projeto "Até às Orelhas", desenvolvido pela associação Orelhas sem Fronteiras, com o apoio da Câmara Municipal de Lagos, e do qual a AEPGA também é parceira.

O “Até às Orelhas” promove sessões de asinoterapia com crianças dos 7 aos 12 anos, com necessidades educativas especiais ou em situações emocionais/sociais particulares, e também séniores do concelho de Lagos. A asinoterapia - terapia assistida com burros - fomenta a estimulação cognitiva, física e emocional, bem como outras competências sociais através do contato com estes animais. No âmbito do projeto, as crianças e idosos participantes estabeleceram uma correspondência com donos de burros idosos que habitam no planalto mirandês, trocando experiências com pessoas da ponta oposta do país, numa partilha intergeracional e entre contextos sociais diferentes, em que os burros são o elo comum. Os postais, desenhados por elas mesmas, pretendem estimular competências de uma forma lúdica, como a leitura, a escrita e a apreciação de um tempo de resposta inerente à escrita de uma carta postal, muito diferente da comunicação instantânea contemporânea.

O projeto "Até às Orelhas" visa promover a capacitação dos utentes, ajudando-os a criar relações de vinculação saudáveis, proporcionar momentos de bem-estar, reduzir comportamentos agressivos e melhorar a autoestima e os processos de atenção e concentração, num ambiente seguro, acolhedor e tranquilo.
A correspondência vai continuar, espalhando sorrisos e entusiasmo entre estes amigos dos burros.